OEA: Ourofino Agrociência conquista importante certificação da Receita Federal

** Data da publicação 08/02/2022

Certificado OEA sobre a importação e exportação traz diversos benefícios, como diminuição de prazos e burocracia

A Ourofino Agrociência mantém um ritmo intenso de lançamentos e divulgações de novidades e conquistas que possibilitam escalar a sua posição no mercado. Exemplo disso é a conquista da certificação OEA, realizada pela Receita Federal do Brasil. A novidade traz diversos benefícios para a importação de insumos para as formulações da companhia de origem brasileira.

O novo certificado “OEA – Conformidade Nível 2” vai ao encontro do propósito da companhia de Reimaginar a Agricultura Brasileira. Dessa forma, o processo de transporte dos insumos é realizado com mais segurança e rapidez, possibilitando diminuir os impactos que podem ser causados no transporte marítimo, como a burocracia.

De acordo com a diretora de Procurement da Ourofino Agrociência, Barbara Mendes, este certificado comprova o trabalho da companhia para aprimorar cada vez mais os seus processos internos. “Um dos principais fatores que nos estimularam a solicitar a certificação são os benefícios. De todos, a mitigação de riscos e promoção da segurança da cadeia logística são muito importantes.”

“É importante destacarmos para os nossos parceiros e clientes a segurança que temos na cadeia de importação e isso reforça o compromisso da Ourofino Agrociência com a qualidade”, ressalta da diretora.

Processo de certificação OEA

O processo desde a adequação até a certificação durou quase dois anos e envolveu diversas áreas da companhia que trabalharam em conjunto neste grande objetivo. Inclusive, ser um membro do programa OEA coloca a Ourofino Agrociência em igualdade com grandes players do mercado. Isso possibilita grandes ganhos, tanto para a companhia como para a agricultura brasileira como um todo.

Barbara conta que antes de iniciar o processo, vários critérios necessários já estavam presentes na rotina de trabalho da companhia, o que facilitou a conquista dessa marca inédita para a companhia. Depois disso, todo o trabalho de adequação foi auditado pela OEA, garantindo a rigidez dos processos e chancelando a conquista.

Selo OEA

Benefícios em ser OEA

Inclusive, se comparado a época sem a certificação, alguns benefícios já foram percebidos imediatamente. Por exemplo, o registro da carga sobre águas, que possibilita a liberação imediata no momento em que chega ao porto e redução do prazo de desembaraço aduaneiro de nove para cinco dias. Este prazo menor possibilitou a diminuição de alguns custos como o de estadia, armazenagem, hora extra e demurrage.

Outro fator importante destacado pela diretora são as constantes auditorias, internas e externas. Assim, há a garantia de manutenção dos processos em perfeito funcionamento, contribuindo para a excelência das importações e para o fortalecimento da agricultura brasileira.

Ficou interessado? Quer saber mais?

Compartilhar

Compartilhe essa notícia com seus amigos!